A Influência da Música na Formação da Personalidade


A música pode gerar mudanças dinâmicas e permanentes na consciência individual, segundo Stewart (1987), mudanças essas de ordem social (relacionamento) e de como o indivíduo percebe e interage com o mundo que o cerca.

De acordo com um estudo de Mateus (1998), a música é um elemento facilitador para a compreensão e aprendizagem do ser humano, contribuindo para uma melhora da concentração e do rendimento escolar.

Segundo Claret (1996), a música equilibra o metabolismo do corpo, atividade muscular e a respiração; influencia a velocidade do pulso e a pressão arterial, além de minimizar os efeitos da fadiga.

Estudos de Ruud (1991) enfatizam que a exposição ao som desperta os processos sensório-perceptíveis do cérebro e que a sua adequada utilização estimula a atenção, propriedade que é intensificada quando o som se faz sob a forma de música.

Ainda na área, Costa (2002), fala sobre a relação do cérebro de jovens e crianças para com a música, e que esta nos leva a um desenvolvimento de todo seu potencial. Na infância, em especial, estímulos proporcionam desenvolvimento relacionado à capacidade de ativar o cérebro, dotando-o de habilidades.

Percebe-se então que a música age sobre corpo e mente atuando em 3 níveis: bio-psico-social.

Nas sessões subseqüentes será apresentada uma breve revisão histórica da relação do homem para com a música e a evolução desta em consonância com o desenvolvimento psicológico do ser humano.


Posts Em Destaque
Posts Recentes